Você sabe oque é uma AVA?

RSS
Você sabe oque é uma AVA?

Talvez estejamos mais acostumados com o que é DOC, DOCG, AOC e outros.

AVA quer dizer American Viticultural Areas, e Hoje os EUA tem mais de 3.000 produtores, por todo o território. Com cerca de 200 reconhecidas nos EUA, a primeira AVA estadunidense foi a de Augusta ( Missouri ) em 1980.

 

 

As AVAs são pouco restritivas, estariam niveladas com o que é um IGT na Itália, um DO no Brasil ou um Vin de Pays francês. Não chegam nem de perto as restrições das DOCs, por isso é natural não ouvir falar nelas por aqui.

Nos Estados Unidos da América vale mais o produtor do que qualquer coisa, ou seja, vai na lógica norte-americana que privilegia a qualidade e o resultado versus a nomenclatura e, é claro, a Califórnia representa o mais conhecido dos vinhos deste país.

Muito parecida com a constituição americana, ela oferece referências genéricas, cabendo a cada estado a regulação em particular.

Por exemplo, as AVAs permitem que pelo menos 85% das uvas devem ser provenientes da AVA, mas o Estado da California exige que seja 100%. Sendo que para ser um varietal, deve ter apenas 75% da uva marcada no rótulo.

Outras referências são a identidade de clima, a particularidade de solo e relevo e outras particularidades que identifique o lugar.

Uma curiosidade é que podem colocar expressões estrangeiras, como Borgonha ou Bordeux , sendo exigido apenas a expressão “American”, por exemplo: American Bordeux.

Explicado a base, vamos à prática:

Você se depara com um vinho que tem descrito no rótulo ou contra-rótulo “AVA NAPA-Pinot Noir”. O que significa?

Significa que pelo menos 75% do vinho é de Pinot Noir do Vale de Napa (de qualquer lugar de Napa, não necessariamente sendo exclusivo de um determinado local). 

Abaixo a 1ª grande Divisão Regional dos Estados Unidos

São 10 regiões, mas acrescente a elas, as sub-regiões e dentro delas as mais de 200 AVAs

 

Peguemos o exemplo da Região IX; Temos a Califórnia e dentro da Califórnia, as principais sub-regiões, como Napa, Sonoma, Mendocino, Carneros, Monterey, Arroyo Seco e Paso Robles.

Particularmente para nós a Costa Oeste é que nos importa, pois representa o maior volume de vinhos oriundos das terras do tio Sam. Logo, tomando como referência os estados de Washington, Oregon e a Califórnia (os estados costeiros a Oeste), falemos um pouco mais.

Os três Estados

Quando falamos de Califórnia as variedades mais comuns são: Cabernet, Zinfandel, Pinot Noir e Petit Shiraz. Entre as brancas a Chardonnay e a Sauvignon Blanc.

No Oregon, a melhor expressão é a Pinot Noir enquanto que as brancas ficamos com Chardonnay e Pinot Gris.

Em Washington, Merlot, Cabernet Franc e Sauvignon além da Sangiovese. Já entre as brancas, além da Chardonnay e Sauvignon Blanc, temos a Riesiling e a Semillon.

Aqui na Winerie temos ótimas opções de todos os tipos e preços. Destaque especial para o californiano de Napa Estrella Chardonnay, o de Sonoma, Forest Ville Chardonnay a valores bem acessíveis por aqui, em se tratando de autênticos californianos e um pouco mais além, dois clássicos, o De Loach Cabernet Sauvignon e Conn Creek Zinfandel


Aproveitem e tomem com sabedoria!
 

Anterior Próximo

  • Miguel Sarquis
Comentários 2
  • sofia
    sofia

    eu adoro o canada e paizes diferentes do brazil

  • Vicente
    Vicente

    Interessante matéria sobre as AVAs. Soube um pouco quando estive lá e sentia falta da pouca informação sobre os vinhos dos Estados Unidos. Vou experimentar as sugestões de vinhos de vocês!

Participe do Winerie Blog (Escreva abaixo seu comentário)!
Seu nome:*
Seu e-mail:*
Mensagem/Comentário: *

Importante: As opiniões/comentários passam por análise antes de serem publicados.

* Campos necessários