A Nova Zelândia e Suas Regiões Vitivinícolas

RSS
A Nova Zelândia e Suas Regiões Vitivinícolas

A Nova Zelândia, cuja capital é Wellington,  possui cerca  629 mil km² e uma população de mais de 4,5 milhões de habitantes.

O clima é temperado oceânico, e temperatura média  20 a 30 ºC no verão e no inverno entre 10 a 15 ºC. Como está no hemisfério sul, os meses mais quentes são janeiro e fevereiro e junho e julho os mais frios.

A divisão geográfica está composta e dividida em duas ilhas; Norte e Sul. Ao total são 10 regiões produtoras distribuídas por ambas as ilhas.

Ao Norte, região mais quente, os vinhedos são mais adaptados para as uvas tintas, como a Cabernet, Merlot, Shiraz e Pinot.

Ao Sul, região mais fria ficam as brancas, como a Sauvignon Blanc e Chardonnay.

A seguir, as regiões nomeadas no sentido norte/sul:

 

NORTHLAND

O solo é composto geralmente do argiloso ao argilo-arenoso. Esta é a região mais antiga provavelmente, os primeiros vinhedos datam do início do século XIX, trazido por colonizadores é claro. Como é uma região de temperaturas mais elevadas a que melhor se adapta é a cabernet sauvignon, seguida da merlot . Entre as brancas se destaca a chardonnay.

 

AUCKLAND

Esta é uma região dividida em 3 sub-regiões ou distritos. Henderson, Kumeu e Huapai. Aqui seguem o padrão da anterior Cabernet,  Merlot e Chardonnay são as uvas mais plantadas. Pode-se encontrar também bons Sauvignon Blanc.

 

WAIKATO/BAY OF PLENTY

Destaque para as Chardonnays, Sauvignon Blancs e Cabernet Sauvignons.

 

GISBORNE

Região predominantemente composta por uvas brancas com 90% da prudução, sendo metade de Chardonnay e os demais distribuídos nas demais variedades. Região composta de planícies, seu solo é calcárioargiloso, sobre subsolo vulcânico ou arenoso. Sem muita expressão em termos de qualidade.

 

HAWKES BAY

É uma das regiões mais antigas produtoras do país.  A enorme variedade de solos propicia o plantio de várias cepas. A região possue uma cadeia de montanhas que circunda a região evitando uma grande concentração de chuvas.  A Chardonnay predomina, embora o solo muito diversificado permita produzir diversas variedades, destaque para a pinot noir, Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc e Syrah.

 

WELLINGTON

A produção é pequena, mas de alta qualidade, ocupa a região mais ao sul da Ilha do Norte. Martinborough e Wairarapa são seus distritos mais famosos. Destaques para a  Pinot Noir e Sauvignon Blancs.

 

NELSON

Norte da Ilha do Sul. Destaque para a Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling e Pinot Noir.

 

MARLBOROUGH

É sem dúvida hoje a região mais conhecida e de maior reputação do país, apesar de ser muito jovem( 1973). Aqui são produzidos os melhores  Sauvignon Blancs. Frescos, de ótima acidez e complexidade. Os solos são arenosos (os melhores) e argilosos. Produz se também os melhores espumantes do país.

 

CANTERBURY

Também uma região muito jovem, vinhedos plantados nos anos 1970. É dai onde fica a nova e promissora subrregião de Waipara. Uvas mais plantadas: Chardonnay, Pinot Noir, Riesling e Sauvignon Blanc. É a quarta maior região do país.

 

CENTRAL OTAGO

Esta é a região produtora de vinho mais setentrional do mundo. Muitos bons vinhos à base de Pinot Noir, Chardonnay, Sauvignon Blanc e Riesling.

 

As adaptáveis de lá...

 

SAUVIGNON BLANC

Na minha opinião melhor variedade de uva do país. Não deixam nada a desejar aos franceses e muitas vezes, melhores com preços mais baixos. Dá vinhos extremamente frutados , cítricos e vegetais agradáveis. Atualmente, dois terços de sua produção encontram-se em Marlborough.

 

CHARDONNAY

É hoje a cepa mais plantada no país.  Por ser uma variedade de muita plasticidade, se adapta muito bem a diversidade de solo e clima do país. No geral, eles são bastante complexos, frutados e frescos. Os de regiões mais quentes (como Auckland e Northland) tendem a ser mais encorpados, maduros e com grande amplitude de aromas, enquanto os da área de Marlborough são mais ácidos e refrescantes.

 

PINOT NOIR

Por ser mais adaptada a clima frios e secos , encontrou, na Nova Zelândia, um terroir ideal. Seus vinhos surpreendem pela tipicidade e elegância.

 

CABERNET SAUVIGNON

Produz seus melhores resultados nas regiões mais quentes e secas do norte. São bons os resultados, uma vez que a região proporciona madurez longa, tipicamente o ideal para a tardia maturação da cabernet.

 

SEMILLON, RIESLING, GEWÜRZTRAMINER e PINOT GRIS

Também são muito bem adaptadas à região, apesar da baixa produtividade.

Abaixo um vídeo com todas as regiões, vale a pena conferir!

 

 

 

 

Anterior

  • Alexandre Furniel
Comentários 0
Participe do Winerie Blog (Escreva abaixo seu comentário)!
Seu nome:*
Seu e-mail:*
Mensagem/Comentário: *

Importante: As opiniões/comentários passam por análise antes de serem publicados.

* Campos necessários