Vinhos do Novo Mundo

RSS
Vinhos do Novo Mundo

Entende-se por Novo Mundo toda porção de Terra descoberta, colonizada ou não pelos povos da Europa. O Novo Mundo foi conhecido entre os séculos XV e XVI durante as grandes navegações europeias, exceto a Austrália e Oceania que foram descobertas pelo Velho Mundo um pouco depois.

A América na sua totalidade, Norte, Central e do Sul, o Sul da África e a Oceania formam o Novo Mundo.

Muitos costumes e produtos do velho mundo passaram a ser produzidos nessas terras e uma delas, talvez a mais sensacional, é o vinho.

Quase todas as qualidade de Uva, outrora originárias da Europa foram introduzidas, estudadas e produzidas no Novo Mundo com tamanha competência que deram vinhos peculiares e premiados em todos os lugares do planeta.

Claro que essa é apenas uma introdução sobre a história do Novo Mundo e seus vinhos, logo abordaremos esse tema novamente com mais profundidade mais pra frente.

Sobre vinhos, o Novo Mundo vêm ganhando grande destaque pois, ao contrário dos vinhos do Velho Mundo, possibilitar que sejam apreciados jovens com boa qualidade no aroma e paladar, sem a necessidade de serem comprados e guardados.

Claro, tudo depende bem exclusivamente do cultivo correto das diversas qualidades de Uvas, nos terrenos e climas perfeitos, logo não é tão simples assim, requerendo estudos de solo, clima e muito investimento mas os resultados são sensacionais.

Alguns exemplos disso são os Malbec Argentinos, de um sabor exclusivo, marcante e misterioso, assim como os Tannat Urugaios e seus taninos apurados, os brancos da Nova Zelândia com uma mineralidade ímpar e os cortes bordales da África do Sul.

E falando em cortes, a junção de duas uvas tradicionais, criadas na África do Sul, geraram a fabulosa Pinotage - cruzamento da  Pinot Noir com a Hermitage e, onde hoje são extraídos os melhores vinhos dessa ousada uva nova.

E sobre a Pinot Noir...a cada ano os neozelandeses e os americanos se superam com vinhos delicados, típicos do que é a própria uva e aromas excepcionais, sendo com ótimos preços mesmo sendo premiado em vários lugares.

Há ainda os Shiraz Asutralianos, esses tão especiais no seu desenvolvimento e em suas notas perfumadas no bouquet e fantásticas no paladar que tiveram a feliz audácia de rebatizar a velha Uva Syrah original da região do Rhone – Borgonha (França).

É isso! Os vinhos do Novo Mundo são audaciosos!

Salve Baco!!!

Anterior Próximo

  • Andre Fonseca
Comentários 0
Participe do Winerie Blog (Escreva abaixo seu comentário)!
Seu nome:*
Seu e-mail:*
Mensagem/Comentário: *

Importante: As opiniões/comentários passam por análise antes de serem publicados.

* Campos necessários